Indivíduos se transformam, dinheiro se move, nações entram em colapso. Mas, e você?

VOCÊ PUXA

O

GATILHO

| notícias e curiosidades: comportamento, história, filosofia, cultura e sinais.

Relatório Semanal | S&P 500 MACRO!

APRECIE COM UM BOM CAFÉ!

O título “sugestivo” do primeiro gráfico representa o desespero massivo dos indivíduos que atuam no mercado – de forma generalizada: Razões Para Vender!

NÃO VENDA NO DESESPERO!

Se você é um investidor consciente, racional, controlado e consegue interpretar o ambiente nocivo dos mercados, saberá identificar que as notícias são extremamente prejudiciais. Estas induzem a grande massa a seguir o mesmo caminho: quase sempre em direção ao penhasco. Aliás, isso pode até trazer-te um certo conforto, afinal, você acompanhou a maioria e se jogou: quando o ato é coletivo, a dor tende a ser “menor”, certo? Sua responsabilidade e seu sofrimento mental tornou-se praticamente nulo, visto que todos ao seu redor tomaram o mesmo caminho irracional.

A sua culpa – e seu prejuízo – passou a ser aceitável; uma vez que não há como “invejar” um outro alguém que você não viu se “dar bem”.

Faz parte! Este é o típico mesquinho comportamento humano.

O gráfico abaixo demonstra exatamente isso. Todos os pontos vermelhos indicam algum momento de ‘temor’ ou ‘extremo medo’ que fez com que os ansiosos e desesperados por notícias iniciassem à “corrida ao penhasco”Porém, tudo passou! Enquanto muitos seguiram o fluxo do caos e se jogaram de cabeça no belo e finito precipício, outros poucos simplesmente continuaram seguindo suas vidas.

Interpretaram o momento da maneira adequada, racional e individual: muitos acumularam uma quantia em dinheiro para ir às compras: é como ir ao Shopping após o Natal.

IDENTIFICANDO OS PENHASCOS

Novamente, oriento que minha inteção é identificar exatamente o oposto: visualizar o penhasco à frente e manter-me firme aguardando o fluxo se jogar para ir ao shopping evitando o trânsito.

Abaixo: o primeiro índice macroeconômico a ser analisado.

Definições:

1. Índice Econômico Composto (EOCI): Ferramenta estatística que agrupa muitas ações, títulos e diferentes índices manufaturados para criar uma representação do mercado geral ou do desempenho econômico geral. Os índices compostos são usados para conduzir análises de investimento, medir tendências econômicas e prever a atividade do mercado.

2. ISM Manufacturing Index: O índice de manufatura ISM, também conhecido como índice de “gerentes de compras” (PMI), é um indicador mensal da atividade econômica dos EUA com base em uma pesquisa com gerentes de compras em mais de 300 empresas manufatureiras. É considerado um indicador chave do estado da economia dos EUA.

Linha Laranja nos informa, desde 1964, o Índice Econômico Composto dos Estados Unidos (EOCI). Todas as vezes que este índice tocou acima de 50% do ISM Manufacturing Indexlogo em seguida houve uma forte correção (retração) – tanto do do próprio índice econômico, quanto do mercado americano.

Em outubro deste ano registrou-se, aproximadamente, 60% do ISM Manufacturing Index. O S&P 500 (Linha Preta) acompanhou seguidamente (por estimativas de lucros das empresas que o compõe). Historicamente, indica-nos que possívelmente haverá uma correção acentuada no mercado americano.

Não é interessante seguir o fluxo irracional dos indivíduos que atuam no mercado contrariando um histórico de quase seis décadas: muitos deles podem estar seguindo em direção ao penhasco.

Não se desespere! Mantenha-se firme para continuar seu caminho ao shopping.

Outro gráfico intuitivo relacionando os dados do ‘Movimento de Média de 10 meses’ (Linha Azul) com o índice S&P 500 (Linha Preta). Nos últimos 20 anos ficou bem claro que houve uma correção intensa / prolongada do S&P500 quando o mesmo afastou-se de forma mais acentuada em relação ao seu Movimento de Média.

Por outra perspectiva:

Os Retornos Totais de Altos Rendimentos (Linha Azul Claro) estão estagnados desde o fim de 2019. Consequentemente, toda a alta do S&P 500 (Linha Azul Escuro) subsequente está baseada e Crédito: subsídios; rolagem do endividamento e; principlamente, acréscimo absurdo da base monetária pelo FED (Banco Central Americano). De uma maneira bem básica e esdrúxula: O Mercado está sendo alimentado praticamente de forma “artificial”, quase como uma esquema Ponzi.

Agora, vamos ao assunto do momento:

INFLAÇÃO!

O gráfico abaixo demonstra o histórico do S&P 500 (Azul/Vermelho) ao se deparar com a Instabilidade Inflacionária (Linha Preta) nos respectivos períodos (1985 a 2021). Observa-se que todas as vezes que houve uma inflação acima do normal, a partir de ~ 3%, em seguida houve um forte recuo, ou estagnação, do S&P 500.

Em alguns casos, houve forte queda no índice (Vermelho). Lembrando que o aumento expressivo da inflação é fundamentada pela instabilidade econômica geral.

O indivíduo que manteve suas características comportamentais exatamente iguais a grande maioria, sem buscar entender os momentos dos ciclos do mercado, fatalmente acompanhou o grande fluxo do mercado. Obviamente não é proveitoso enxergar o patrimônio investido sendo “corroído” de forma abrupta, porém, ao acompanhar de perto o movimento deste macrociclo, consegue-se ter uma boa gerência sobre os próprios ativos, utilizando o Caixa de forma mais eficaz.

POR FIM

FLUXO CONTRÁRIO AO SENTIMENTO

O Índice do Sentimento do Investidor “Medo & Ambição” demonstra diariamente em qual o sentimento geral o mercado. Utiliza-se de forma mais ao curto/médio prazo para determinar os níveis de ‘medo e ambição’ que os indivíduos atuantes no mercado se encontram.

Ao conseguirmos aprimorar o autocontrole emocional e psicológico de acordo com o ciclo vigente, habituamos o nosso comportamento exatamente no momento oposto ao Sentiment Index. Por vezes nos “torturamos” ao tentar controlar os instintos gananciosos que permeiam o nosso íntimo humano, principalmente pelo fato de que estes ciclos menores demoram semanas ou meses para se cumprirem, deixando-nos a entender que estamos “deixando de ganhar”, ficando para trás, ou até pela incapacidade emocional sobre ansiedade, nervosismo ou angústia de ver o dinheiro apenas ali, parado no ‘Caixa’ da Corretora.

Note que identifiquei os momentos que são mais promissores de efetuar a ‘compra’ dos ativos, podendo gerar um rendimento maior ao longo do tempo investido e, consequentemente, “reduzindo” o Risco intrínseco dos investimentos: com ativos qualitativo.

Relatório Semanal | Indivíduos Insanos

As vezes tenho uma vontade absurda de desistir dos fundamentos básicos e saudáveis que sustentam o conceito de “Mercado” e Economia. Simplesmente se tornou abstrato obter e confiar em uma visão adequada, racional e coerente sobre o movimento lógico deste insano mundo.

Aquelas velhas leis de Newton: Lei da Inércia e a Lei da Ação e Reação simplesmente não existem no âmbito dos mercados. O comportamento humano tornou-se inexplicável, pois sempre há uma justifica individual “coerente” que sustenta toda a base anormal e irracional de uma economia matemática envolvendo oferta, demanda, produção, custo e fluxo.

Definitivamente, nem Adam Smith – pai da economia moderna e considerado o mais importante teórico do liberalismo econômico – não entenderia a economia atual; ou se internaria em uma clínica psiquiátrica.

SIGA AS ANÁLISES!

ÚLTIMA SEMANA

No gráfico acima nos mostra a Linha Preta que destaca o índice atual do S&P500 muito acima do Preço/Lucro de 20X – aproximadamente 24X. Isso significa que, basicamente, um investidor qualquer só teria o retorno sobre o seu Patrimônio investido em 24 anos com as métricas atuais. Mas que p*#@ está acontecendo? Será que os indivíduos pararam para raciocinar que: em 24 anos, MUITA coisa absurda pode acontecer?

Isso pode significar:

  1. Posso ficar desempregado durante anos e dependerei exclusivamente deste dinheiro investido para sobreviver!
  2. Estou vivenciando um grave problema de saúde comigo – ou em minha família – e preciso urgente das minhas reservas monetárias!
  3. Por causa da Inteligência Artificial (IA), o mundo está passando por uma grave crise massiva de desemprego e não consigo superá-la. (Sim! Em algum momento acontecerá!)
  4. Em 24 anos estarei idoso: e a velhice pode ser cruel para mim, ou para minha família!
  5. Em caso de uma enfermidade, acidente ou incidente, terei condições de manter o tratamento?

Alguns pouquíssimos relapsos de racionalidade que surgem para iluminar os nossos caminhos e nos ajudam a manter os pés no chão: firmes e horizontalmente visíveis.

De forma intuitiva, as linhas: Verde, Azul e Vermelha nos orientam a um retorno mais coerente e plausível de 10 anos, 15 anos e 20 anos, respectivamente.

A imagem acima reflete que: quando a margem de endividamento atingiu picos acima de 50% (Linha Vermelha)houve uma forte correção (queda) do S&P500 nos anos subsequentes (Linha Azul). Devido a crescente liquidez emitida pelos bancos centrais, os indivíduos continuam a depositar sua confiança extrema nas empresas de capital aberto, buscando lucros ainda maiores. O temor de ver o vizinho sempre ganhando uma gorjeta no mercado, o faz crer que também sobrará uma gordura para ele.

Em contrapartida, o índice de BuyBack (empresas que recompram suas ações) atingiram o nível de 80% no mês de setembro, demonstrando maior confiança de seus lucros futuros de acordo com a demanda exigida. Talvez seja um bom sinal, ou talvez seja mais um sinal de que o nível de injeção de capital em suas próprias ações elevem a busca pelos investidores inexperientes.

Acima: mais dados demonstrando como as empresas listadas estão recomprando absurdamente suas ações este ano.

Historicamente, nos últimos 11 anos podemos verificar que elas se comportaram da mesma forma quando houve uma correção mais forte nos mercados (2010, 2014 e 2018).

Ao puxar os pequenos e imaturos investidores para efetuar a compra, inflam os preços dessas ações fazendo que o lucro seja rápido e imediato ao serem realizados pelas próprias empresas – deixando o resto com seus prejuízos a ver navios.

“Busque sempre analisar os fatos e os dados de uma maneira fria, abrangente e racional.”

Outra direção importante a ser notada demonstra os lucros anuais das empresas listadas no S&P 500 e suas revisões nos últimos 20 anos. Observa-se claramente que a Linha Amarela indica que há um decréscimo no índice dos Lucros destas empresas desde 2020. Fatalmente isso será refletido em algum momento, de maneira acentuada, nas ações destas empresas.

Relatório Semanal | Correções Desejadas

Mais indicadores correlacionam as expectativas da realidade vivenciada nos mercados americanos e mundiais. Os mercados asiáticos, Hong Kong e Shanghai, já estão passando por correções prolongadas há quase um ano.

Alibaba, por exemplo, já perdeu 53% do valor de suas ações. Nio – fabricante chinesa de automóveis elétricos e autônomos – perdeu 41% de seu valor de mercado desde janeiro de 2020. Tencent, o maior e mais utilizado portal de serviços de internet da China, também está arcando prejuízos de 42% ao longo deste ano. Estes são apenas três exemplo da correção generalizada que tem ocorrido nos principais mercados asiáticos.

Subscribe to get access

ASSINE AGORA para continuar lendo, não apenas este, mas TODOS os conteúdos!
Por apenas R$19,90 anual, você poderá ter um ótimo retorno em teses ainda desconhecidas.

Intuições Recessivas – Últimos 30 Anos

Abaixo segue algumas informações semanais interessantes que nos fazem refletir um pouco mais do momento que estamos vivendo. Vendas no varejo diminuindo drasticamente nos últimos meses contrariando as expectativas positivistas dos investidores. No artigo anterior, encontrado no menu ‘News [english/português]’ verificou-se muitas distorções acumulativas que indicam uma forte recessão se aproximando: a terceira dos últimos 30 anos.

SIGA OS GRÁFICOS E ENTENDA UM POUCO O QUE HÁ POR VIR, DE ACORDO COM MOMENTOS PASSADOS.

Subscribe to get access

Leia TODOS os conteúdos ao se inscrever hoje.

A Bolha de Tudo

APENAS ESTE POST COM ACESSO LIBERADO PARA DAR UMA PERSPECTIVA DO QUE ESCREVO.

Alguns ainda teimam em dizer e influenciar pessoas com o objetivo de incentivá-las a entrar de cabeça em situações extremamente complexas e arriscadas. Já aconteceu em várias décadas atrás, séculos passados, e em 2020, não ocorreu conforme designado por “poções mágicas” dos Governos e Bancos Centrais – agravando abruptamente o contexto futuro. Estamos cada vez mais à beira de um postergado colapso – não apenas doloroso no curto prazo, mas principalmente no longo prazo.

Relatei isso de forma bem aprofundada no meu segundo livro. Uma lástima observar o que está se aproximando de forma sorreteira e cruel. Infelizmente veremos muitos indivíduos sofrendo depressões profundas; famílias se destruindo por causa dos bens monetários e materiais; uma grande massa empobrecida e desempregada; e por fim, suicídios.

DETALHES COMENTADOS

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é record-sp500.png

Interpretando resumidamente o gráfico acima, logo de frente nos vêm aos olhos a quantidade de records que os mercados americanos vem alcançando de maneira recorrente. A imagem destacada refere-se apenas ao índice S&P 500. O índice Nasdaq tornou-se ainda mais assustador em seus records praticamente diário.

Ao refletimos um pouco mais, inferimos que: assim que o índice extrapolou suas máximas consecutivas, houve nos anos seguintes baixas absolutamente significativas até o ponto de “ruptura” mental, psicológico e comportamental dos indivíduos atuantes nos mercados financeiros. O ponto de cisão dos investidores se torna claro aproximadamente 3 (três) anos após repetidas baixas, que obviamente, os deixaram temerosos sobre o futuro que se aproximava. Ano após ano em novas mínimas, faziam com que aqueles indivíduos começassem a sentir os fortes prejuízos momentâneo em seus patrimônios. A dor vagarosamente foi se apropriando de seu viés positivista: a ganância em medo, o enriquecimento em pobreza, a felicidade em tristeza.

Mesmo que os grandes atuantes nos mercados – hedge funds – compreendam sobre os dilemas da renda variável, manipulando fortemente os mercados, seus clientes, por outro lado, são completamente emotivos e sensíveis aos seus patrimônios deixados em mãos de terceiros. Nesta intenção, os clientes tomam a dianteira – antes, feitas por gestores – em suas decisões irremediáveis e iniciam as vendas generalizadas de suas ações e resgates de seus patrimônios: retirando seus lucros.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é households.png

O gráfico acima demonstra bem como a atuação dos domadores dos mercados transformam a distopia em realidade. Em quase todos os casos, os grandes prejuízos são elevados para os indivíduos avulsos, inexperientes e leigos que estão em pleno momento de excitação. Em tempos de records dos índices, repete-se sempre a mesma característica fatídica dos crashs anteriores: qualquer indivíduo, por menos estudo que tenha, está com seu patrimônio alocado nos mercados de ações.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é sem-correcao.png

A demonstração acima da média de 200 dias anuais sem correção forte do índice. Ainda um pouco distante da média do crash em 2000 e já no mesmo nível de 2008. Do ano de 2015 em diante, as máximas estão se acentuando sem correções de forma ainda suave.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é historical.png

Em 2018 houve uma correção mais prolongada de aproximadamente um ano. Em 2021 ultrapassamos 0.30 e ainda não houve correção no índice de forma “um pouco adequada”.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é cash-balance.png

Média dos Níveis de Caixa ainda extremamente baixo, indicando que os investidores estão fortemente alocados – comprados. Em outras palavras: Atuantes nos mercados estão gananciosos, com pouca reserva em caixa e supervalorizando muitos ativos – alguns mesmo sem tanto valor agregado.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é valuation-sectors.png

Apesar de notas grandes expectativas desproporcionais nos mercados em geral, há ainda algumas poucas alternativas que estão relativamente “descontadas” desde a recessão de 1995: Energia!

Dentre as fontes de matrízes energéticas que mais estão descontadas, destaca-se o Urânio.

Nota: Escreverei sobre a tese do urânio, que já estou comentando em minhas redes sociais desde o início de 2020, em alguma postagem futura.

Esta imagem possuí um atributo alt vazio; O nome do arquivo é eps.png

Provavelmente ainda tenhamos algumas altas pelo caminho, até 2 (anos), já que o EPS (lucros por ação) está compactuando com isso. Porém, devemos nos atentar como as empresas americanas começarão a sofrer impactos mais acentuados em seus lucros devido ao aumento expressivo dos impostos determinados pelo governo atual.

Isso Não Faz Sentido!

Ao me deparar com os gráficos seguintes, torno-me extremamente cético do quão desproporcional o mercado americano se encontra desde 1987. Aplica-se o discurso máximo, nos momentos atuais, que tudo pode ser justificado pela configuração da globalização atual, com atuação massiva da tecnologia e, principalmente, da Inteligência Artificial [IA] – não deixando de fora também a eficaz expansão logística e informativa na qual vivemos. Por outro lado, números sempre foram números, determinando a coerência – ou não – dos ganhos e perdas ao longo dos anos, décadas e séculos. Vou deixar apenas uma imagem – das muitas no restante do conteúdo – bastante intuitiva do momento frenético, excitante que estamos vivendo e explanar detalhadamente os próximos gráficos sensacionais a seguir.

S&P500 contabilizando retorno de 29x em 2021. Na prática, de maneira simples e resumida para o entendimento: Você aplicou $100.00 e só terá o retorno sobre o mesmo valor em 29 anos. Em 1999/2000, no estouro da bolha.com, o Risco x Retorno era expressivamente alto e não compensava o período temporal de aproximadamente 36x. Não vou adentrar nos detalhes especulativos daquele momento para não tornar o post muito cansativo, mas deixarei um link no final para os curiosos.

OBSERVE as próximas imagens INCRÍVEIS com algumas ANÁLISES pessoais sobre os possíveis fundos.

Subscribe to get access

Leia TODOS o conteúdo ao se inscrever hoje.

Histórico de Valor e Indicação de Recessão Profunda

Translate for your language.

Na imagem acima apresenta-nos apenas a revisão sobre Valor atual, Expectativas de Retorno e Alavancagem totalmente longe da racionalidade dos investidores. Não cabe a mim, neste momento, ficar fazendo abordagens tão conceituais sobre o tema, apenas apresento para o assinante nos gráficos a seguir o quanto o comportamento dos indivíduos atuantes nos mercados estão extrapolando suas perspectivas sobre o futuro da economia mundial. Estamos claramente vivendo um princípio de recessão profunda que ainda está sendo magnífica mente maquiado por instituições governamentais.

Ressalto sempre a mesma ideia de obter ativos ainda subvalorizados e com preços muito abaixo do que esperam. A grande vantagem dessa estratégia totalmente coerente, é que: mesmo com recessoes mais abrangentes, continua-se comprando ativos (negócios) com preços consideravelmente abaixo das expectativas do mercado.

Vale muito a pena a leitura e interpretação pessoal dos gráficos abaixo. Meu intuito é sempre levar o assinante a realidade macroeconômica e observação constante sobre a importância absoluta do Valor Justo.

LUCRO, ALAVANCAGEM E RECESSÃO

Segue mais gráficos históricos e atualizados intuitivos e fáceis de Interpretação sobre o assunto e também minha visão comportamental e realística do que estamos vivenciando.

Subscribe to get access

Leia TODOS os conteúdos ao se inscrever hoje.