Carta a Meu Filho

Translate to your language at the end of the page and share.

“A pausa deve ser proposital. Ela é sustentada para a construção de uma base sólida organizacional do intelecto.”

Um olhar mais límpido relacionado à originalidade da qualidade de vida racional deve se tornar um hábito ao longo dos anos de todo o indivíduo com plena capacidade intelectual. Existe uma unanimidade nas culturas ocidentais atuais que pregam o caráter instantâneo para a conquista de cada objetivo ou sonhos, muitos utópicos, deixando de lado a vida real que nos permeia com a sensibilidade do cotidiano. A crença pela facilidade da conquista monetária [do dinheiro] excluindo o trabalho produtivo está destoando o valor do mesmo.

Me deparo com a inutilidade pública e voraz das informações repetitivas que visam atrair os olhares de pessoas demasiadamente desatenciosas com as referidas. Criadores [mais precisamente repetidores] de conteúdo, como eu gosto de reportar, são os grandes causadores dessa desgraça preguiça intelectual generalizada. Estudiosos abandonam vagarosamente, de maneira quase imperceptível, seus ensinamentos e passam a retransmitir o “mais do mesmo”, tornando-se uma orquestra bem regida por alguns falastrões do meio social-digital.

Tratam o ser humano como fantoche, mobilizando grandes massas carnais para os caminhos obscuros da desilusão e enganação racional. Visam lucros próprios em detrimento da ignorância quantitativa de seu rebanho – é possível a denominação de rebanho, pois se comportam iguais aos comedores de capim -, sendo diariamente comandados por seus senhores. A Engenharia Social deveria ser a profissão mais bem remunerada de todos os tempos. A profissão existe, porém, não é regulamentada e pior, é fortemente ocultada pelos profissionais da área. Estes engenheiros detém a pura satisfação própria intelectual e se embebedam diariamente da sua inigualável fonte de conhecimento e por esta razão guardam suas fontes, à sete chaves. Afinal, já se perguntou: onde consigo obter estes ensinamentos? Provavelmente sim, mas já não faz diferença neste momento da sua vida, devido ao seu empobrecimento interior, afinal, a preguiça e a procrastinação já fazem parte do seu ser, da sua matéria carnal [corpo].

Questões filosóficas, sociológicas e teológicas já não fazem parte da sua vida e provavelmente tudo se tornou ao obsoleto ao seu curto ponto de vista. A leitura do infinito e de como a humanidade chegou até aqui já não faz diferença a ti, pois já existe um alguém que o explicou para onde vai, em suas mídias digitais. O doce, íntimo e romântico emburrecimento individual, tão sutil que se passa desapercebido em sua soberba vida. Apega-se às notícias escritas por terceiros, pseudojornalistas que também foram doutrinados a enxergar turvamente um lado da moeda e claramente o outro lado da mesma. Parciais ao extremo de forma inconsciente, coitados, tão animais quanto os urubus comedores de carniça.

"Os urubus têm uma importância imprescindível na natureza, eles contribuem para a manutenção e limpeza do meio-ambiente, eliminando em até 95% carcaças e ossos dos animais mortos."

Um breve raciocínio já me remete: logo, não deveríamos enterrar os mortos, homens e animais, pois acabaríamos com a significância dos urubus. Oras, o próprio tempo [chronos] se encarrega da decomposição da carne. Toda carne voltará ao pó, de onde viestes, independente dos urubus.

RESUMO DO RESUMO DO RESUMO DA ÓPERA

Com uma breve, mas profunda reflexão própria, o homem distinguirá que suas escolhas, desejos e opiniões são forjadas por outrem, não me importo de quem seja, mas é. Talvez este seja o maior fracasso do indivíduo singular, único.

A desonestidade existente dos engenheiros sociais é tamanha, que usurpam a inteligência – mesmo que pouca – de seu próximo. Nenhum outro animal jamais praticou tamanha atrocidade.

Não se iluda, esta verdade é absoluta e abrange todas as áreas. Materiais e imateriais.

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s