#Socialismo é a Quarta Revolução Industrial

Translate to your language at the end of the page and #share.

“Estive batendo nessa tecla da inteligência artificial por uma década. Nós temos que nos preocupar sobre onde essa coisa de I.A está indo. As pessoas que eu vejo estando mais erradas sobre I.A são aquelas que são muito inteligentes, pois elas não imaginam que um computador possa ser mais inteligente do que elas. É uma falha de lógica. Elas, desse jeito, estão sendo muito mais burras do que elas pensam que são”

ELON MUSK

É o novo conceito de capitalismo de consumo baseado em igualdade, ou nivelamento, dos indivíduos produtivos, Níveis de estudos estão sendo destruídos e substituídos por tecnologias avassaladoras referentes à Inteligência Artificial (I.A). Sujeitos se tornando órfãos de si e de suas características que o diferem do outro. O desenvolvimento pessoal e intelectual se tornando apenas uma questão humana e nada mais.

Ao lado oposto, observa-se conceitos governamentais, a nível mundial, que estimulam o retrocesso intelectual e meritocrático dos indivíduos. Estímulos financeiros diretos sem merecimento e produção que causam uma enorme deseducação financeira e desvios comportamentais irreparáveis em qualquer sujeito. Uma geração atuante se enquadra neste sistema falido e outra geração posterior que se aproxima à galope.

As palavras ‘profissão‘ e ‘profissional‘ estão caindo em desuso pela presença, necessariamente, de indivíduos desmotivados e incapacitados racionalmente e psicologicamente em superar a velocidade evolutiva da I.A. Estamos sendo substituídos rapidamente e continuamente com a própria ignorância em acreditarmos que necessitamos desesperadamente de uma falsa facilidade contínua e interminável, infinita.

Esta Quarta Revolução acompanha a quebra de um paradigma, onde o sujeito é o agente atuante, determinante para o desenvolvimento social do meio em que vive e passa a ser apenas um mero figurante. Um observador distante das sistemáticas evoluções que o giram. O próprio ato individual e intransferível de pensar e raciocinar se torna cada vez mais inútil e, por que não, patético.

Qual capacidade terá o homem em desenvolver e criar algo de valor, sendo que a própria I.A se aperfeiçoará quase instantaneamente com a premissa inicial de facilitar, continuamente, a frágil e sofrida vida do pobre humano. De fato, a subsistência humana está cada vez mais próxima do que a grande massa consegue notar. Milhões de empregos sendo substituídos a passos lagos, transformados em pó, em nome do bem da humanidade.

“A quarta revolução industrial não é definida por um conjunto de tecnologias emergentes em si mesmas, mas a transição em direção a novos sistemas que foram construídos sobre a infraestrutura da revolução digital (anterior)”, diz Schwab, diretor executivo do Fórum Econômico Mundial e um dos principais entusiastas da “revolução”.

Klaus Martin Schwab

Fatalmente irá nos restar, pobres e subdesenvolvidos mortais, apenas a manutenção do próprio corpo físico sustentado por pão e água. Todo o resto já está sendo consumido. O nivelamento social do rebanho, antes produtivo e pensante, não acontece perfeitamente do dia para a noite, mas de forma gradual, contínua e progressiva.

NOTAS

Doação para Caridade – R$1,00Click here!
Doação para Caridade pelo PayPal – U$1,00Click here!

Nos próximos posts, prestarei contas das doações (caso haja).

Meu livro publicado na Amazon! Me dê essa força e ânimo para continuar transformando conhecimento em conteúdo.
e-Book: https://www.amazon.com.br/dp/B08ND6BZLK
Capa comum: https://www.amazon.com/dp/B08NDR19PW

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s