O Básico Essencial

“As duas grandes surpresas para mim no Brasil foi o que não aconteceu: quando a taxa de juro caiu não houve colapso total da intermediação financeira. O segundo, seria inimaginável para o Brasil ver sua moeda chegar perto de R$ 6,00 e não haver uma crise em qualquer lugar”.

Mohamed A. El-Erian

NOTA

Adquiram meu livro publicado na Amazon! Me dê essa força e ânimo para continuar me dedicando a análises fundamentais.
e-Book: https://www.amazon.com.br/dp/B08ND6BZLK
Capa comum: https://www.amazon.com/dp/B08NDR19PW

BOLETIM DE EXPECTATIVAS

Começo fazendo um apanhado dos principais pontos que observei na última Carta de Conjuntura divulgado pelo IPEA, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada, em 13 de novembro de 2020.

Não sei se deveria fazer essa observação, mas vou. Após leitura do Boletim de Expectativas, fico com certo receio de estar interpretando de maneira errada, mas, mesmo com a atual realidade brasileira, o relatório me pareceu um pouco tendencioso em benefício do governo e contra os fatos diariamente vivenciados. O ponto exato que me chamou atenção referente à escrita de intenção oculta foi:

“Para o fim deste ano, a média do Focus espera a taxa de câmbio de R$/US$ 5,42, e posterior valorização do real até cerca de R$ 4,90 a partir de 2022.”

Uma projeção tão longa (2022) com queda expressiva na variação cambial sem considerar o principal fator – humano – chega a ser inacreditável. Além disso, deve-se considerar as divergências políticas e “equívocos” no trato com o dinheiro público e a dívida estratosférica do governo.

Voltando à citação inicial do economista El-Erian, alerta-me com ênfase o refrão:

… ver sua moeda chegar perto de R$ 6,00 e não haver uma crise em qualquer lugar“.

Portanto, interpreto que o câmbio tocando aos R$ 6,00 sem uma crise considerável já significa que a fragilidade do Real está cada vez mais exposta sem um forte motivo aparente. Vejo isso como um sinal de atenção, a luz amarela acesa.

EXPECTATIVA DO CÂMBIO

Assim está a projeção cambial de acordo com o IPEA para os próximos anos. Verifico uma tendência de queda cambial que estão tentando explicar resumidamente, devido a reforma na burocracia tributária programada para dezembro. Mas insuficiente a longo prazo se formos levar em consideração o histórico do risco-país.

Em uma postagem anterior, relatei que a Carta de Conjuntura divulgada em junho explanava que o câmbio USD/BRL encerraria o ano em R$5,14! Isso mesmo que você está lendo. Em menos de 6 (seis) meses já revisaram o fim de 2020 com uma diferença de R$ 0,20 centavos.

SOBRE O PIB E DÍVIDA PÚBLICA

Mais uma diferença negativa para a análise da Dívida Pública. De acordo com a Carta divulgada em julho de 2020, o PIB brasileiro estaria em uma retomada gradual com o encerramento em 93,7 pontos, mas no Boletim de novembro já há um decréscimo do PIB para 93,3 pontos.

Tais discrepâncias sugerem que estamos a passos largos para um caminho tortuoso e trágico. Nunca devemos deixar de observar também sobre a questão da dívida pública explodindo.

Comparando com a Carta de julho, já há um acréscimo de 1% na projeção da dívida líquida. Mais um pequeno desvio negativo! Acompanhem!

Consequentemente, encerra-se a análise comparativa da Carta de Conjuntura com a súbita elevação da dívida bruta do governo. Lembrando que as expectativas da mesma Carta trazem uma visão branda e positivista do futuro da economia. Mas como eu gosto sempre de pesquisar os mesmos dados anteriores, enxergo um futuro mais pessimista – sem viés político e ideológico -. Apenas comportamento do governo e dados absolutos.

E O DESEMPREGO?

Finalizando o artigo comparativo, trago mais uma informação errática de março de 2020 e comparo com a atual informação. Leia esta matéria do site Valor Econômico.

E compare com a atual situação divulgada em 27 de novembro de 2020, na qual o IBGE – Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas – relatou: Taxa de desemprego sobe a 14,6% no 3º trimestre.

Um acréscimo de quase 2% das estimativas previstas é algo que merece uma atenção especial para o investidor de médio a longo prazo atuando apenas no Brasil.

Fontes:
O Que Nos Aguarda? – Behaving Econômico e Financeiro | #comcafé (wordpress.com)

Desemprego vai explodir no Brasil com coronavírus. A dúvida é o tamanho da bomba | Brasil e Política | Valor Investe (globo.com)

NOTA

Adquiram meu livro publicado na Amazon! Me dê essa força e ânimo para continuar me dedicando a análises fundamentais.
e-Book: https://www.amazon.com.br/dp/B08ND6BZLK
Capa comum: https://www.amazon.com/dp/B08NDR19PW

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out /  Change )

Google photo

You are commenting using your Google account. Log Out /  Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out /  Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out /  Change )

Connecting to %s